sábado, 1 de outubro de 2011

Retiro Azul


Uma revista de decoração com uma casa clássica e elegante. Linda, sem dúvida. Mas o que a deixa especialmente irresistível e diferente das outras é saber que ela não foi decorada por um profissional renomado, mas pela proprietária: Elizabeth Elsey, uma ex-enfermeira!


Ela diz que cresceu em uma família muito ligada à arte e a arquitetura, e que adorava visitar o estúdio da avó, cheio de pinturas à óleo e peças de cerâmica ainda inacabadas. E que esta avó sempre a encorajou - e aos outros netos - a se envolver com todo o tipo de arte, sendo que hoje todos eles têm algum tipo de habilidade artística.



No caso dela, a veia artística aflorou na área de interiores. No ano de 1997 Elizabeth abandonou a carreira de enfermeira para abrir uma loja de decoração com uma amiga, mas o empreendimento não durou muito: o marido foi transferido para outra cidade e ela então concentrou a sua energia criativa em sua nova casa.



A inspiração veio dos verões que ela passou na infância. A casa tem cores de praia, incluindo azuis, beges e branco. No entanto, em um primeiro momento, as paredes foram pintadas de um amarelo claro, e só depois de um tempo, quando elas foram repintadas, a visão de Elizabeth começou a tomar forma. Sofás, cadeiras foram logo reformados para combinar com o novo estilo.


Clássica, a casa é um testemunho da atração de Elizabeth pela simetria. Ela define suas linhas como elegantes e ordenadas, mas acrescenta que é importante manter um certo senso de humor sobre a sua própria casa, e que ela não precisa ser sempre tão perfeita. No seu caso, três cães labradores circulam livremente por todos os ambientes e, inevitavelmente, deixam sua marca. Segundo ela, eles até roem a mobília, mas isso dá personalidade às peças.


Sem dúvida, este desprendimento de personalidade se reflete também na casa: suave, tranqüila, habitável e realista. Mas, confesso: se fosse minha, os labradores ficariam no jardim!

Fonte: Atlanta Homes and Lifestyles

8 comentários:

  1. Linda mesmo, eu também não deixaria os labradores dentro de casa de jeito nenhum, acharia outra forma de dar personalidade aos móveis rsrs.

    ResponderExcluir
  2. Oi , a casa é lINDA , mas , os Labradores , c/ certeza deviram estar do lado de fora !!! Rs !!!
    Bj ,
    Márcia

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus, que casa linda!
    Vou salvar todas as fotinhos:)
    Débora, eu não tenho sentido falta da carne, justo eu, que sou carnívora... tenho comido peixe e muito presunto - já compro bandejas de presunto no supermercado, junto com água mineral e suco. Muitas frutas tb. Geralmente eu sinto falta de carne, mas dessa vez não. Estranho. O mais estranho é a minha vontade de comer tomates. Acho que vou ter que falar sobre isso no blog. Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Oi querida,
    Concordo com seus comentário: no caso de grosserias alheias, o melhor é pagar com uma moeda diferente! Gentileza sempre, mesmo quando não a recebemos em troca...

    Quanto à foto, é uma que recebi há muito tempo num e-mail, então não sei a procedência.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Débora, vc sabe quem sou eu na foto? A mais jovem (claro), a da ponta da mesa. As gurias estão toda enroladas achando que eu sou outra, beem mais velha. Bjs.

    ResponderExcluir
  6. é que eu sempre sou a caçula dos grupos, a tradutora de estimação...

    ResponderExcluir
  7. Este ambiente mesmo usando um pouco de cor, está leve e as cores das madeiras em alguns móveis tbm não pesou na decor.bjim

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails