quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Suculentas em Casa


Olá, pessoal! Faz tempo que não posto sobre o que tenho feito em casa, mas enfim consegui tirar algumas fotos!

Na verdade, tenho mil projetos "em andamento". Imagino que se eu pudesse me dedicar de verdade eu teria assunto para meses de postagens, mas infelizmente a rotina não permite!



Hoje é dia de suculentas. Sou apaixonada pelas echeverias e estou sempre mexendo com elas, replantando e separando brotos. 


Nem as folhas que caem no manuseio são desperdiçadas: com pouquíssimos cuidados, criam raízes viram uma nova planta. 




Então resolvi usar potes de vidro que estavam sobrando em casa para colocar minhas novas mudas. Fiz estas etiquetas com carimbos para amarrar em casa um deles e dar um pouco mais de charme.  



Minha mesa lá fora está parecendo uma linha de produção! Volto depois para mostrar o resultado. 

Ah! Esta bandeja de mármore também foi feita em casa, com uma sobra de material que meu fornecedor arranjou pra mim! Nada se perde por aqui!

Boa semana!

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Rose Gold e Cobre


Para começar, vamos deixar claro que eu adoro um toque metálico no ambiente, seja ele qual for. Aqui em casa uso muito, principalmente o ouro velho. Gosto porque ele dá o destaque que eu quero, é clássico, versátil... e não enjoa!



Mas, se for para falar de tendências, não há dúvidas: nada está tão em alta ultimamente quanto o cobre e o rose gold.

Vou falar sobre os dois juntos porque ambos são metais de tons quentes e a diferença de acabamento é muito sutil. Para quem não sabe, o rose gold nada mais é que uma liga de ouro + cobre (quanto mais cobre, mais avermelhada ela fica).








Para quem acha que o rose gold é novidade, posso afirmar que não: lá pelo século XIX ele era popular na Rússia (quando, aliás, era chamado de russian gold) e depois se espalhou na era vitoriana. O grande sucesso veio na década de 1920, quando a Cartier lançou o anel Trinity, entrelaçando as três cores do ouro: branco, amarelo e rosa.







Acho que, em interiores, a regra para qualquer metal é que seja usado sem exageros. Eu colocaria em acessórios ou pequenos móveis (a estrutura de uma mesa lateral, por exemplo).



Apesar da sua história, ainda é muito cedo para saber se o rose gold vai virar um clássico ou se é só uma moda passageira na área de decoração. Na minha opinião, tanto ele quanto o cobre ficam lindos com branco, tons pastéis (principalmente aqueles com tons mais quentes) ou em contraste com cores escuras.

E vocês, o que acham? Têm alguma peça? Como usam? Comentem!


sábado, 13 de agosto de 2016

Inspiração


Este ano nós tínhamos planos para fazer uma pequena festa de aniversário lá no jardim para o meu marido. Por causa de duas semanas super corridas, não tivemos tempo de providenciar as coisas do jeito que a gente queria. 

Lá fora temos bancos e uma mesa de madeira de demolição, e acho que foi por isso que essa foto me atraiu tanto: o visual é super compatível com o que eu posso fazer por aqui, com acessórios simples e acessíveis. A gente gosta muito desse clima casual, descontraído. 

Por causa da falta de tempo, tivemos que mudar os planos para este ano. Mas a idéia da festa agradou e não vai ser descartada - se não for no aniversário, vai ser em qualquer outra oportunidade que aparecer. 

O que vocês acharam deste visual? 

Related Posts with Thumbnails