Tuesday, January 8, 2019

Londres, Do Jeito Que Eu Vi


Primeiro post do ano e eu escolhi publicar algumas fotos de Londres. Nenhum tema específico, mas nesses lugares tão lindos as coisas mais despretensiosas podem viram boas fotos (além de boas lembranças).

As portas das residências, sozinhas, já poderiam render um post inteiro.



Muitas vezes a gente passa por uma série de imóveis geminados, iguais. O único elemento diferente é a porta de entrada, onde os moradores deixam toda sua personalidade bem evidente. As próximas fotos foram tiradas em sequência na Manchester St. e, apesar da base ser a mesma, cada entrada tem sua própria expressão.




As fachadas comerciais também são um charme. Lindos os letreiros e a quantidade de flores que a maioria delas exibe (impecáveis apesar do calor).







Falando em flores, Abbey Road estava absolutamente linda. Fui para ver o famoso estúdio, mas os jardins foram um bônus do passeio.



Em Greenwich a câmera mal parou desligada. Começamos pelo parque, visitamos o Observatório Real e fomos descendo a colina até o Museu Marítimo.


Adorei ver o meridiano de Greenwich. Eu sei, é só uma linha no chão, mas achei empolgante.


Este é o Shepherd Gate Clock, que fica do lado de fora do observatório. Foi o primeiro relógio a mostrar a hora de Greenwich ao público, e é interessante também por ter um mostrador com 24 horas, ao invés das habituais 12 horas.


Fomos ao Greenwich Market mas também circulamos muito pelas lojas de fora do mercado...




... onde finalmente paramos para almoçar, super tarde. Entramos nesse lugar por acaso, mas depois fui ver que era super bem cotado. Funciona desde 1890. Não serviam Fish & Chips, mas os tradicionais Pie & Mash (tortinhas individuais, de vários sabores, acompanhadas de purê e molho). Tudo muito bem servido e com um preço bem camarada.

O lugar era bem simples, mas gostei, achei autêntico.



Uma coisa que adoro é prestar atenção nas placas, principalmente se forem antigas.




Essas eu fotografei em outros lugares, gostei das fontes, da diagramação. Tem mais alguém aí que presta atenção nessas coisas?


Os bares geralmente têm essa prateleira estreita na fachada. No happy hour esses lugares ficam insanamente lotados e o pessoal do lado de fora, na calçada, tem onde apoiar seus copos e garrafas.



Ruazinhas escondidas em todo lugar.



Esse pub era vizinho ao hotel, bem em frente ao Hyde Park. A gente passava em frente dele o tempo todo, mas mesmo assim ele sempre me chamava a atenção. Tirei a foto no último dia.


Acho que já está na hora de terminar o post, não? Já excluí várias fotos porque achei que estava ficando longo demais. Espero que ao menos tenha sido interessante! Feliz 2019!

Saturday, December 15, 2018

Portobello Market


Nem acredito que minha última postagem foi há quase um mês! Não tenho tido tempo para fotografar em casa, como era a minha intenção. Mas hoje revi algumas fotos que tiramos em um passeio por Notting Hill e decidi compartilhar.


A primeira coisa que salta aos olhos nessa região, tanto nos trechos comerciais quanto nos residenciais, é o colorido das fachadas. Combine isso com plantas muito bem cuidadas (trepadeiras e vasos pendentes, principalmente) e você verá um verdadeiro paraíso para fotos.






É lá que fica o famoso Portobello Market, anunciado como o maior mercado de antiguidades do mundo. Mas, apesar de várias placas divulgando antiguidades e produtos vintage, uma grande parcela dos comerciantes vendiam produtos fabricados em massa, sem nada de curadoria. A AllSaints é assim, mas a gente perdoa por causa da decoração da loja, cheia de máquinas de costura antigas que já adornam as vitrines, mas ficam muito mais impressionantes do lado de dentro. Não tenho idéia de quantas são. Dezenas? Centenas?



Vimos muitos produtos alternativos e bugigangas, mais dignos de uma feira hippie. Mas também existiam algumas pérolas aqui e ali, para quem tiver paciência de procurar - e o dinheiro para pagar por elas.




Acertamos muito no horário e pegamos a feira com pouquíssimo movimento. Pra mim duas horas são mais que suficientes para visitar o mercado, mas também vale a pena sair dessa parte comercial e caminhar por outros pontos do bairro, que é um charme. 

Pra finalizar, paramos em um dos inúmeros restaurantes do local para comer um Fish&Chips,  mantendo o clima londrino. Divino.



Tenham um ótimo final de semana!

Tuesday, November 20, 2018

Em Casa


Faz muito tempo que não mostro nada aqui em casa. Por curiosidade fui procurar e descobri que o último desses posts foi em maio, mas finalmente consegui tirar um tempinho para fotografar e escrever.


Hoje escolhi a sala. Sim, de novo. Eu sei que vocês já conhecem. Aos poucos vou variando os temas, mas voltamos das férias com alguns objetos novos na mala e mudei um pouquinho a decoração da estante. Achei que a composição atual ficou muito melhor, apesar de não ser uma mudança radical em relação ao que eu tinha antes.



E assim que ficou pronta eu achei que em cima da mesa eu precisava de flores roxas, que seria a cor ideal. Achei hortênsias lindas, considerei usar plectranthus, mas acabei trazendo para casa um vaso de heliotrópios (também chamada de "chocolate"). Essa planta foi o melhor investimento dos últimos tempos. Ela deu um impacto tão grande na sala! 




E esse é o lado menos conhecido da sala. Não me lembro de ter postado muitas fotos deste ângulo.


Lá atrás, do lado direito, é a nossa adega (já esteve melhor abastecida, coitada). Quando mudamos o móvel era bem diferente, depois eu mesma resolvi dar uma repaginada. Revesti com lâmina de madeira, instalei portas, troquei o módulo superior para poder colocar a luminária e fiz as letras no vidro. Muito tempo, muito trabalho, uma sutura na mão, mas ainda faria tudo de novo. 

Na parede bem junto dela eu tenho essa plaquinha que eu adoro. 


Mais para a esquerda fica a entrada para o nosso lavabo. Gosto dele, tem exatamente o mesmo estilo da sala. Preciso lembrar de fazer umas fotos.


Apenas como um comentário adicional, vou registrar aqui que já tive cortina na sala, mas um dia tirei e não coloquei mais. Vou e volto na idéia de fazer uma com tingimento ombré, como essa aqui que postei no Instagram. A faixa de cor não passaria da altura da mesa. 

Não me decido porque tenho receio de perder a luz que gosto tanto nessa sala. A vista é para o jardim, então ela provavelmente passaria muito tempo aberta. Seria mais por uma questão de um detalhe interessante. Não tenho pressa em decidir porque privacidade aqui não é problema. Qual é a opinião de vocês?


Por hoje é isso e espero que tenham gostado!
Related Posts with Thumbnails