Tuesday, September 10, 2019

Decorar um Alugado


Decorar um imóvel alugado pode ser complicado. Quanto investir em um endereço temporário? Como causar impacto sem gastar demais? O que vale comprar, o que vale disfarçar ou simplesmente aceitar como está?


Fiz aqui uma lista de itens que considero importantes em qualquer decoração, mas que considero especialmente interessantes no caso dos alugados: vão deixar o imóvel com a sua cara e ainda podem ser levadas embora na mudança.

Paredes: Nem sempre é permitido pintar um imóvel alugado e, honestamente, não acho que seja indispensável: o branco é uma base excelente para se trabalhar (procurei incluir várias imagens de ambientes com base branca neste post). Mas se você quiser e tiver permissão do proprietário para pintura, recomendaria o uso de cores neutras: além de mais fáceis de cobrir mais tarde, ainda existe a chance do proprietário aprovar o visual e não exigir repintura. Ainda com a idéia de reduzir custos e facilitar a entrega do imóvel, escolha de só algumas paredes de destaque para colorir. Papel de parede pode ser uma opção, mas o custo é mais alto.


Cortinas: Têm grande impacto na decoração e faz com o que o ambiente fique visualmente mais "cheio". Sim, o é preciso fazer furos na parede para fixação, mas isso é facilmente corrigido com um pouco de massa corrida na hora de entregar o imóvel.





Tapetes: Ótimos aliados para disfarçar pisos desatualizados ou em mau estado (problema comum em imóveis mais antigos). Pode ser um tapete de grandes dimensões ou vários menores. Sobreposições também funcionam e são super charmosas.




Almofadas e mantas: Tanto na sala quanto no quarto, dão aquele toque pessoal que finaliza o ambiente (além de deixar tudo mais aconchegante).




Quadros: Provavelmente a maneira mais fácil de trazer personalidade para o ambiente. Hoje em dia, usando aqueles kits adesivos de fixação, você pode pendurar quantos quiser sem nem furar as paredes. Outra opção é apoiar os quadros em alguma superfície, como aparadores ou prateleiras.






Móveis soltos: Em uma situação de aluguem não vale a pena fazer móveis sob medida. Use peças soltas, versáteis. sofás modulares ou outros itens que possam ser adaptados a um novo espaço. Se o imóvel já tiver alguns móveis planejados (cozinha e armários, por exemplo), vale a pena trocar os puxadores para dar uma renovada no visual.



Iluminação: Trocar algumas luminárias em pontos estratégicos não é nada complicado e pode melhorar muito o ambiente. Abajures e luminárias de piso também são ótimos investimentos, e todos eles podem ser transportados para um novo endereço mais tarde. 




Azulejos: A condição dos azulejos (mal cuidados ou desatualizados) é um dos maiores problemas dos imóveis de aluguel. Reformar não é uma opção (mesmo que o proprietário concorde, é um investimento alto que dificilmente vai valer a pena), mas é possível remediar a situação com azulejos adesivos ou com pintura epóxi.



Plantas: Um super investimento. Existem várias espécies parta interiores e muitas delas são bem resistentes, perfeitas para quem não tem prática em cuidar delas. Elas realmente trazem vida para o ambiente, aumentam o bem-estar e transformam completamente o visual. 




Por fim, traga objetos que contem a sua história e tenham a sua cara: objetos pessoais, livros, porta-retratos. Nada como abrir a porta e sentir que você realmente está em casa!

Monday, August 19, 2019

Home Offices Pequenos


Nem todo mundo tem um cômodo inteiro para usar como home office. Na verdade, às vezes mal sobra uma parede. Morar em um lugar pequeno é um exercício de criatividade para ter ambientes organizados e funcionais, muitas vezes com dupla função.

Criar um cantinho de trabalho bastante prático e bonito depende, na maioria das vezes, da redistribuição do layout e de móveis escolhidos a dedo para otimizar o uso do espaço. Podem ficar, por exemplo, sob pés-direitos baixos, onde não há circulação, como na inclinação do telhado do ático ou debaixo de escadas.


Um nicho na parede também tem potencial (e quando a parede tem um pilar saliente, este tipo de uso ainda ajuda a disfarçar o que seria um elemento negativo do imóvel). Se o espaço for muito estreito, uma bancada flutuante faz o papel de escrivaninha e deixa a parte inferior sem pés, totalmente livre para a cadeira.


Portas para fechar toda a área de trabalho quando estiver desorganizada (mas se for um "escritório" como esse, teria até pena de esconder).



Em comum, quase todos estes espaços usam prateleiras como complementos. São grandes aliadas da organização, fáceis de instalar e baratas.


Dependendo da quantidade e da disposição, podem até substituir estantes.




E cadeiras/poltronas comuns, ao invés daquelas com rodízios, deixa o visual mais descontraído e ajuda a integrar a área de trabalho no restante do ambiente.





Não descartaria nunca uma boa iluminação e alguns detalhes para que o espaço fique aconchegante e pessoal - afinal, deveria ser um local prazeroso pra se trabalhar. Plantas, gravuras e objetos são suficientes para decorar.



Você trabalha em casa? Tem um home office? Deixe seus comentários!

Friday, June 7, 2019

Até Logo, Jardim

Entramos quase entrando no inverno e estou estou no processo de me "despedir" do meu jardim. Vão alguns meses até que ele apareça florido de novo, mas nesse período as plantas ainda vão precisar de adubação, podas, limpezas, proteção do frio e outros cuidados especiais.

Fotografei algumas plantas para vocês terem idéia do que escolhemos para o nosso jardim, apesar dele estar bem menos colorido nessa época do ano.

Lavandas em primeiro plano, bela-emília no fundo

Falando em cores, a paleta aqui é bem calma. Além das várias texturas e tons de verde, as flores que temos são brancas, rosas, lilases, azuis... todas nesses tons de tranquilidade. As cores mais vibrantes vêm das frutas (romãs, laranjas, pitangas, amoras e uvas).

Esses podocarpos ficam em frente a um painel de madeira que usamos para privacidade. Atrás dele fica nosso varal e um espaço onde guardamentos equipamentos e ferramentas de jardim.


Vaso de Estrela do Egito (Penta lanceolata) para dar um pouco de cor ao nosso pergolado.


Perto dela fica um vaso de heliótropo (também conhecido como flor de chocolate).


Magnólia preparando a floração deste ano, cheia de pequenos botões.



Atrás do banco fica nossa glicínia, que só vai florir no final de julho, mas ela já apareceu no blog antes. No mesmo canteiro eu cultivo lavandas. Já usei miosotis, mas elas não foram bem. Também tentei a moreia azul, que ficava florida, mas meio "deitada". Os ramos pesavam demais e não funcionaram nesse lugar.

Lá nos fundos a amoreira vai bem e ainda dá frutos, mesmo nessa época. 



E a videira, que fica espetacular em setembro/outubro, mostra sinais claros do outono. Ela tem que passar por uma poda importante em agosto para voltar com força na primavera.


Ano passado comprei uma muda de kinkan. Saudável, mas não era especialmente bonita. Achei que fosse arrumando a plantinha com o tempo. Poucos meses depois, em dezembro, ela já estava carregada de flores (a foto é péssima porque foi tirada com o celular). O cheiro era forte e maravilhoso, principalmente porque ela fica bem ao lado do nosso banco de jardim e dava pra ficar curtindo o perfume enquanto a gente sentava lá. Fiquei feliz por estar cuidando dela direito e porque com certeza ela tinha gostado do lugar que escolhi pra ela ficar.


Logo as flores deram lugar a muitos, muitos frutos. É a minha primeira experiência com a kinkan e fiquei espantada porque o desenvolvimento deles é bem lento, com a colheita no inverno. Mas foram crescendo...


... crescendo...


... crescendo...


E agora estão assim. Acho que estão no ponto para colher. Não reparem nos suportes de madeira: os frutos pesaram tanto que a coitada da plantinha estava torta. Muito torta, com os galhos virados pra baixo. Resolvi dar uma ajudinha pra ela. Mesmo com as escoras, acho que ela está linda!




Minhas angelônias já estão com menos flores. Amo essa planta. Tem uma coisa informal que me agrada muito. É daquelas plantas que ficam cheias de flores pequenas e que balançam com o vento, acho lindo. Elas ficam no pé de um arranjo novo, logo atrás da lareira externa (essa que aparece nas fotos da kinkan) e espero que esteja bem estabelecido até o segundo semestre. Faz conjunto com liríopes, lobélias e uma oliveira.




Um canteiro de bela-emília azul. Tenho brancas na frente da casa.


O corredor lateral da casa tem uma "estante" suspensa que eu montei usando aqueles trilhos reguláveis. Deixo lá uma série de cactos e suculentas e às vezes faço um rodízio com os vasos que tenho dentro de casa.


Quase desisti do canteiro de capim-do-Texas, mas no ano passado as mudas finalmente desenvolveram. Acho que foram dois anos muito decepcionantes e, de repente, ele crescer muito de uma só vez. Espero que fique ainda melhor e mais cheio no ano que vem, o colorido dele é muito bonito e a textura faz um contraste que gosto muito com as outras plantas.


Na frente de casa, lavandas e belas-emílias.



Apesar do trabalho que dá, adoro ter esse jardim para mexer. Consome tempo e dinheiro, mas acho que a recompensa também é grande. Tenho algumas mudanças para concluir, mas depois pretendo ficar só na manutenção (sempre falo isso, até que encontro alguma planta que eu não resista trazer pra casa). Espero ter muito mais coisas para fotografar em 2019!


Mudinha de manjericão na mesa da churrasqueira

Aqui mostrei algumas plantas na primavera de 2014.
Related Posts with Thumbnails