sexta-feira, 22 de junho de 2012

Do Jardim para a Mesa


Mais uma vez a Austrália ganha um post no meu blog. Isso tem acontecido com uma certa frequência, não? Esta é a quinta vez, pelo menos. Para quem não acompanhou, as outras foram "As Aparências Enganam", Pausa para o Café, Vida com Vista para o Mar e Arte do Café. Esqueci de alguma?


Este restaurante, chamado Chiswick, foi montado em uma antiga casa de fazenda da metade do século XIX, e a renovação ficou a cargo da empresa de arquitetura Humphrey + Edwards, resultando em uma área de estar que parece um jardim de inverno com pisos de concreto, uma horta e um bar rústico.



A cozinha é aberta e conta com um fogão a lenha de onde sai grande parte dos pratos oferecidos. Já o pendente é uma antiga gaiola de lagostas com uma lâmpada no modelo Edison.



Os ingredientes chegam diretamente da horta de 150m² do próprio restaurante, onde existem treliças, canteiros e ervas plantadas em vasos (e ela não fica escondida, mas bem em frente do salão principal). 

Um jardineiro trabalha juntamente com os chefs para decidir as melhores plantas para a estação. Por este motivo o menu também é sazonal, com ênfase na procedência dos alimentos: o que é colhido pela manhã estará nos pratos durante o jantar.


Copos feitos de garrafas de vinho recicladas


O restaurante abriu em março deste ano e foi um sucesso instantâneo. Com um conceito diferente dos concorrentes e uma atmosfera bem casual, eles mostraram que a simplicidade também pode ser um luxo.


Um comentário:

Related Posts with Thumbnails