quarta-feira, 19 de setembro de 2012

O Charme do Antigo

Desta vez o post é um pouco diferente. Algumas semanas atrás eu reservei o final de uma sexta-feira para sair com o meu marido. Fomos a um café e a um sebo.


Sempre olhamos discos de vinil, livros, alguns objetos interessantes. Mas desta vez vi uma caixa que eu nunca tinha reparado antes, de correspondências antigas. 

Nem preciso dizer que saí de lá com uma coleção. Pretendo voltar para procurar mais, porque faltou tempo para olhar tudo.


Boa parte das minhas aquisições tem mais de 100 anos ou está perto de completar o centenário. Entre os que comprei existem cartas de Berlim (1938, pouco antes da Segunda Guerra Mundial estourar), Rotterdam (1919), Amsterdam (1909) e Paris (1906).

A maioria se trata de correspondências entre amigos. Esta mais antiga (papel azulado, foto abaixo) foi enviada por uma livraria que indicava a Maison Garnier para que o destinatário encontrasse os títulos que ele procurava.



Existem muitos itens em português também mas são, enfim, registros do dia-a-dia daqueles tempos. Foi até doloroso ver o quanto as pessoas escreviam melhor, o quanto eram mais polidas. Em apenas algumas décadas este comportamento se perdeu, infelizmente, junto com tantas outras coisas que, na minha opinião, eram muito melhores que o que temos hoje.


Voltei no tempo por algumas horas e foi uma pena que não pudesse demorar mais. Saudades de um tempo que eu não vivi, de um passado que não é o meu. 



....................

Onde vou usar?

Acho que estas correspondências deveriam ficar expostas. Tenho uma parede grande na sala que ainda está vazia porque eu e meu marido ainda não decidimos o que deveríamos colocar lá. A idéia que mais nos agrada é de um conjunto de quadros, mas não só de fotos ou de pinturas, mas uma coleção mais completa e personalizada. Penso que as cartas possam ser itens interessantes para isso. E vocês?

....................

Emails em atraso

Não, eu não me esqueci de ninguém. Estou com uma lista de emails que preciso responder, mas não estou conseguindo ser rápida o suficiente. Peço mil desculpas e um pouco de paciência, mas a resposta para cada um deles vai chegar!

9 comentários:

  1. Hoje não pude resistir a fazer um comentário. Simplesmente amei o post, adoro essas caligrafias, o modo como se tratavam e como escreviam. Certamente é uma viajem maravilhosa no tempo.Tambem vou em alguns sebos, espero um dia ter uma sorte assim de encontrar algo tão especial.
    Quanto a idéia de emoldura-las, confesso que me passou pela cabeça assim que comecei a ler o post.
    Acredito que com sua habilidade ficará um trabalho excelente.
    Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  2. CB S,

    Fui mandar uma mensagem para você, mas não existe nenhum contato no seu perfil.

    Agradeço muito pelo seu comentário, em primeiro lugar!

    Segundo, se você tiver a oportunidade de vir a Curitiba vale muito a pena visitar este sebo. Chama-se Fígaro e as coisas são em geral muito baratas. Acho que a correspndência mais cara que comprei custou R$12,00, mas a maioria ficou entre R$5,00 e R$8,00. Não vi nada na caixa que custasse mais que R$20,00 (esse era o preço de um envelope alemão grande, com uma caligrafia muito bonita).

    Além das correspondências compramos um disco (vinil, mesmo!) de músicas francesas e o Anything Goes do Cole Porter, de 1962 - inteirinho, perfeito, parece novo! Os discos custam em média R$15,00 (pelo menos os estilos que eu gosto).

    Outro dia compramos uma caixa só de músicas clássicas (10 discos) por R$50,00. E estou de olho em algumas coisas mais caras, mas estou indo aos poucos por enquanto!

    ResponderExcluir
  3. Nossa, quero ir agora a esse sebo, amei!!!!!!!!!!!!!!! Estou aqui imaginando as pessoas por trás dessas cartas, o mundo em que viviam, as emoções por trás das palavras. Semprei amei cartas: escrevÊ-las, recebê-las e adoro também ler livros de correspondÊncias (o último que li desse genero foi de cartas de Clarice Lispector). Depois nos mostre o que fez com elas... As fotos postadas já estão lindas. beijosss

    ResponderExcluir
  4. Debora,

    Lindo o post. Adoro visitar sebos também. Em Porto Alegre existem alguns muito bons, mas como ainda não tenho minha casa, normalmente vou só para olhar mesmo.

    Também pensei em enquadrar as cartas assim que as vi. Lembrei de uma amiga da minha mãe que comprou uma penteadeira antiga e, um tempo depois, descobriu um jornal da época entre o espelho e a madeira da penteadeira. Ela fez um quadro com o jornal e ficou muito bonito.

    Acho que vai ficar muito bom se você colocar essa ideia em prática.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Debora,olha se fossem minhas eu emoldurava mas sempre vai perder o lado oposto por isso eu abriria o envelope para não perder o outro lado. BJK ♥

    ResponderExcluir
  6. Rosaria,

    Já pensei nisso, pensei em fazer o quadro com vidro na parte de trás também, ao invés do eucatex. No caso das cartas eu escolheria o lado mais bonito para ficar na frente, mas não perco o posto. O envelope eu talvez abra, mesmo, é uma boa idéia!

    ResponderExcluir
  7. Posso emoldurar esse post? Lindo demais!
    Acho linda a correspondência antiga, a cortesia, a polidez, coisas que vão se perdendo. Eu mesma não tenho muita paciência para certas coisas, mas algumas - o básico da educação - é sempre bom conservar.
    Vc acredita que outro dia um homem de 86 anos sentou ao meu lado em um banco, no shopping, para conversar? Tivemos uma boa conversa, até minhas amigas chegarem. Uma delas até chegou a conversar com ele. Nos apresentamos, nos despedimos e fomos almoçar. Parecia que eu estava em outro século.
    Estou curiosa: vcs já se decidiram sobre o armário escuro?
    A respeito das cartas, penso que um quadro grande com recortes românticos (rosas, algo no estilo do post) ou um jogo de quadros no mesmo estilo. Ou usar as cartas para o revestimento de alguma coisa - o forro de uma caixa antiga, sei lá. Vc deve ter algo moderno e feio para revestir :)
    Bjs.

    ResponderExcluir
  8. Imagine fazer uma luminária com essas cartas, seria possível? Já estou vendo as letras flutuando... um globo no centro, discoteca, estou viajando demais!

    ResponderExcluir
  9. Uma casa de passarinhos estilo antigo, revestida com cartas. Eu já revesti com guardanapos e com tecidos, imagino que uma toda branca, com as cartas, fique bonita. Claro, a casinha ficaria na varanda, protegida da chuva!
    Pensei tb num cachepô, mas não redondo.
    Chega de ideias, né?
    Posso reproduzir suas fotos no meu blog? Apaixonei.
    Bjs.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails