segunda-feira, 22 de julho de 2013

A Arte de Receber



No último post eu mostrei uma foto de um casamento ao ar livre. Gosto muito de coisas assim, informais. E disse que às vezes tenho vontade de fazer uma festa ou recepção só para poder colocar algumas dessas idéias em prática.

Garrafas de vidro com flores frescas: não tem como ser mais simples que isso!


A verdade é que eu tenho a tendência de reservar certas coisas para situações muito especiais, fora do comum, mas poderia muito bem adotá-las para momentos mais corriqueiros como um jantar com amigos, um aniversário ou uma pequena reunião com pessoas queridas.

Flores e frutos trazem cor e textura à decoração

O que é bonito não precisa custar caro, nem precisa dar trabalho. É só questão de ser original, de fazer alguma coisa de uma maneira diferente do que as pessoas estão acostumadas a ver. Você quer fazer com que seus convidados sintam-se à vontade e o seu capricho em organizar a recepção é uma boa maneira de mostrar o quanto eles são bem-vindos.

Bandeja elevada em madeira rústica. O peso visual foi atenuado como objetos
delicados e femininos como o vidro, a porcelana branca e as flores.

Botões de lavanda  amarradas aos guardanapos: não só o visual é bonito,
mas também o aroma vai dar um toque todo especial

Em situações assim não há aquela formalidade das festas tradicionais e podemos organizar tudo em menos tempo e com muito mais flexibilidade. A reunião pode ser temática ou não, ter 5, 10 ou 20 convidados, tudo de acordo com o que você preferir. Não há regras e, dependendo da ocasião (um chá da tarde, por exemplo), você até pode se responsabilizar pelo prato principal e pedir para que cada convidado contribua com mais alguma coisa.

Fundo de bandeja convertido em lousa:
identifique os alimentos servidos de uma maneira diferente

Talheres amarrados com fita e ramos de alecrim

Estou mudando meu conceito aos poucos, vendo que nosso dia-a-dia pode (e deveria!) ser tratado de forma mais especial. Estou concordando cada vez mais com meu marido, que sempre sugere algum passeio diferente para "comemorar".

"Comemorar o quê?", eu pergunto. E ele sempre me diz: "Comemorar que está tudo bem". 

E não é que ele tem razão?

Caixa de madeira com flores frescas vira um belo centro de mesa

6 comentários:

  1. Ah mas seu marido tem razão sim, comemorar a vida, as pequenas coisas.
    Durante muito tempo sempre guardava um objeto ou roupa para um momento especial, depois de um susto que levei na vida, resolvi que todo dia é dia daquela louça mais bonitinha, daquela roupa nova.
    Comemore sim, sempre.
    Bj

    ResponderExcluir
  2. Oi Débora, concordo plenamente, todo dia é dia de comemorarmos, pois estamos vivos e com saúde. Vamos comemorar...BJK

    ResponderExcluir
  3. Wesley também adora comemorar, mas eu sou mais caseira. Adoro enfeitar a casa pra receber visitas, ou mesmo pra ele, pra que quando ele volte do trabalho tudo esteja bonitinho e perfumado rs!
    Sou a favor do desapego, da ideia de que existe um momento especial determinado que mereça toda a pompa. Todo momento merece, todo momento é especial - ou deveria ser. Pois é como disse o seu marido: estar tudo bem já é o suficiente pra comemorar, né? :)
    Beijão, Débora!
    Mariana.

    ResponderExcluir
  4. OI Débora você viu no meu blog o lanche da tarde que fiz pro meu marido e vc falou neste seu post aqui, mas foi baseado neste post que me inspirei, desculpe por não ter me lembrado de citar o seu post, mas farei outro lanche com minhas cunhadas e me lembrarei de citar você como minha inspiração. Um bj no seu coração e tenha uma semana cheia de paz amiga.

    ResponderExcluir
  5. Quantas boas idéias, amei!!!!
    Sempre é bom festejar!!!

    Como anda o frio aí? Acompanhei um pouco sobre a neve por aí.

    beijos!!

    ResponderExcluir
  6. Concordo com o marido. É bom comemorar todos os dias!

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails