sexta-feira, 28 de maio de 2010

Criando Nossos Espaços


Encontrei por acaso a fotografia deste escritório e me interessei tanto pela decoração quanto pela história de como ele foi reformado.

Para começar, este cômodo era originalmente o escritório do marido de Elizabeth, e um dia ela ganhou o espaço como presente. Uma das primeiras providências, além da pintura das paredes, era trazer a porta que ela havia comprado para o seu antigo apartamento. Como ela era menor que o vão que deveria fechar, foi feito um caixinho falso, sobreposto ao original, que permitiu que a porta fosse usada, corrigindo a largura do vão. O vidro não é jateado, mas recebeu uma película que imita o acabamento: uma enorme economia que ainda dispensou o trabalho da substituição do vidro.


A escrivaninha também era do marido e foi parte do presente. Por causa de um acidente que manchou definitivamente o tampo ela acabou sendo pintada, e em seguida recebeu um texto na lateral. O carrinho de correio sob a mesa foi comprado em uma loja de antiguidades.


A estante dos fundos era, na verdade, o armário de uma antiga farmácia e funciona perfeitamente para arquivar documentos e materiais diversos. A cadeira era do jogo de jantar; a capa, originalíssima, estava junto com vários tecidos em uma sacola e foi esquecida sobre o espaldar. Mais tarde, quando percebeu, Elizabeth já havia guardado os tecidos no porão e, por preguiça de levar o vestido até lá, tentou "vestir" a cadeira com ele. A peça serviu perfeitamente e permanece lá até hoje, no que Elizabeth chama de "acidente feliz".


Um belo exemplo de simplicidade, criatividade e, sobretudo, de personalidade. Muito pessoal, mas ainda assim prático e funcional (nas palavras da própria Elizabeth), o escritório conquistou até a capa da publicação Where Women Create.


A história completa e todas as imagens dessa transformação estão no blog The Adventures of Elizabeth. Vale a pena a visita!

Um comentário:

Related Posts with Thumbnails