quinta-feira, 14 de maio de 2015

Mês das Noivas


Estamos no mês das noivas, portanto a ocasião é perfeita para compartilhar com vocês parte das imagens que guardo sobre casamentos.


Sendo um dia tão especial, respeito que cada um tenha seus próprios sonhos e faça a festa do tamanho que quiser (e que o bolso permitir). Mas os que mais me atraem são os pequenos, bem íntimos. 

Nada de convidar pessoas por mera obrigação social, nada de cerimonial, nem protocolos rígidos. Casamentos pequenos reúnem pessoas que realmente importam para os noivos, são menos formais e não seguem as regras tradicionais. Com pessoas mais íntimas, mais integradas, a festa tende a ganhar vida própria. O meu foi assim e nunca me arrependi!





E é bom deixar claro que um casamento menor não é sinônimo de um casamento sem graça. Pelo contrário, com um número reduzido de convidados você pode se esmerar nos detalhes e oferecer o que há de melhor durante a festa sem que o orçamento fique muito alto.

Cones de papel com pétalas para jogar sobre os noivos. Lindo!


Lembrancinhas na saída



A escolha do local do evento também é mais flexível quando é necessário acomodar menos pessoas, e portanto os noivos podem pensar em lugares mais românticos e especiais. Pode ser uma casa de campo, fazenda, pousada (praia, montanha lago), ao redor de uma piscina, jardim ou qualquer outro lugar que tenha algum significado para o casal. 





Este estilo de festa também permite que a cerimônia e a recepção aconteçam no mesmo lugar: os convidados já ficam à vontade e não precisar enfrentar o trânsito para chegar em outro endereço.




A possibilidade de um orçamento mais enxuto definitivamente é um ponto positivo, mas o mais importante é que a festa sirva para o casal comemorar sua união junto com pessoas queridas. Se você ainda não casou, considere fazer um evento mais íntimo. Vai ser inesquecível para você e para os seus convidados!



....................

Posts anteriores

Casamento Shabby 

Idéias Variadas

Casamento Temático

5 comentários:

  1. Eu acho que qualquer um, mesmo simples, necessita de cerimonial.
    É trabalho demais, todos essas imagens que vc mostrou.

    ResponderExcluir
  2. Liliane,

    Se a pessoa se sentir mais segura, ok. Mas o meu casamento foi assim e nós fizemos tudo sozinhos. As pessoas contratadas para os doces, o buffet e outros detalhes foram super competentes e não me estressei nada. Foi uma festa para 60 convidados e falam dela até hoje. Ninguém queria ir embora e nós fomos direto da festa para o aeroporto, já de manhã!

    ResponderExcluir
  3. Suspirei com as fotos, uma mais linda que a outra!!
    Estou contigo nessa.
    Eu e meu namorado estamos juntos há 9 anos e planejamos nos casar ano que vem, só no civil. Queremos fazer um jantar com os parentes, e uma "festinha" (que seria uma jantinha) com os amigos mais próximos, bem básico.
    Nunca tive vontade de fazer uma cerimônia e uma festança, mas se eu fosse fazer alguma coisa com certeza seria nesse estilo, algo bem íntimo, simples e charmoso, apenas com os chegados.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Sensacionais as fotos, Débora. Acho incrível como de há uns anos a esta parte, a festa de casamento pôde se transformar. Antigamente (não tão antigamente quanto isso, falo de 20, 25 anos atrás) as opções eram mínimas, e tudo muito mais rígido e clássico. Acho lindas essas festas diferente, com um cunho boho, descontraídas. Nunca fui a nenhuma, mas tenho visto pela blogosfera, e gosto demais. Como vc diz, para grupos pequenos, deve funcionar muito bem. Adoro essas mesas tipo banquete, colocadas no exterior. Dá muita intimidade à festa. Beijo grande!

    ResponderExcluir
  5. PS: esqueci de falar, sobre o terraço beringela: sim, tinha todos os acessórios já. Tenho muita coisa de casa. O que não gasto com roupa e sapato, vai em adereços para a casa, e como as pessoas sabem que gosto, me dão de presente também! qualquer dia, tenho que alugar um cômodo da vizinha, para poder guardar tudo! bj

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails