quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Da França para Casa


A pintura reversa é uma forma de arte que consiste em aplicar tinta em uma peça de vidro, que quando pronto deve ser visto do lado oposto. O desafio está em inverter a ordem natural de um trabalho artístico, colocando os detalhes em primeiro lugar, e o fundo por último.


A técnica existe há séculos, e foi largamente usada em pinturas sacras da Idade Média. Infelizmente, no período inter-guerras (1914 a 1945) ela caiu quase no completo esquecimento. Mais tarde, usando tinta acrílica ou a óleo, o estilo de pintura e os temas tiveram que ser ajustados aos tempos modernos.


Em Paris, foi muito usado na confecção dos letreiros dos estabelecimentos comerciais no século passado. Alguns ainda estão em uso, devido à sua durabilidade e facilidade de manutenção. Hoje, a produção está em extinção, e existem poucos artesãos que ainda usam a técnica.


E por quê escolhi este assunto para hoje?

Há um ano (na verdade, um pouco mais) venho procurando alternativas para decorar minha cozinha. Já considerei e descartei muitas opções, até que decidi reproduzir esta técnica.

Depois de definir o layout, comprei uma peça de vidro de 150cm x 30cm (é grande, mas eu queria reproduzir mesmo o efeito das placas com bastante impacto) e fiz as marcas para o meu texto, "Boulangerie", com uma caneta para retroprojetor. Como a peça vai ser vista do lado contrário, as letras devem estar espelhadas. A espessura do vidro é de 6mm e faz bastante diferença no resultado final.

Marcação do layout no vidro

Depois disso, não achei o processo muito complicado, só bastante trabalhoso: se você não for uma pessoa paciente, talvez esta não seja o passatempo certo para você.

Sempre proteja o vidro com um pano ou jornal, já que ele deve ficar limpo e livre de manchas antes da aplicação da tinta (depois, não tem como voltar atrás!). Como a superfície não é absorvente, a tinta demora um pouco mais para secar e sem um trabalho bem cuidadoso ela pode levantar e descascar facilmente.

Vista posterior do vidro, onde foi aplicada a tinta

Para preencher as letras, não queria usar o dourado tradicional, já que minha cozinha não tem nada nesta cor. Originalmente, era realmente usado ouro - mas a prata não entrava nesses trabalhos. Por isso, a alternativa para alcançar a cor que eu desejava e ainda usar um material autêntico foi usar um fundo de espelho, comum nas decorações parisienses.

Encomendei uma moldura trabalhada e a levei para fazer a montagem em casa, já que fiquei com receio de que o vidro quebrasse durante o transporte.

Montagem na moldura - uma chapa de espelho ainda foi
colocada sobre o vidro

E voilá, o produto finalizado...

... e fixado na parede!




Este foi só o primeiro passo para a decoração da minha cozinha (mas um passo importante!). Assim que outros detalhes forem resolvidos, coloco as imagens em novos posts.

Se você quiser se aventurar na arte da pintura reversa e precisar de orientação, entre em contato!

* Se desejar utilizar as imagens, favor pedir autorização prévia e informar a fonte.

13 comentários:

  1. que lindo, amei!parabens pela paciencia.. valeu a pena. Bjo grande.

    ResponderExcluir
  2. Sinceramente, eu já estava quase me arrependendo da idéia... mas depois de pronto a gente nem lembra o quanto sofreu! Estou pronta pra fazer outro, rsrsrs!

    ResponderExcluir
  3. O trabalho ficou perfeito...lindo! Eu gostaria de fazer um semelhante pra minha loja, mas não entendi muito bem o processo...me ajuda?

    ResponderExcluir
  4. Claro, com certeza!
    Quais são as suas dúvidas?

    ResponderExcluir
  5. Então Débora, revendo os passos da sua obra, acabei entendendo sim! Mas me restou uma dúvida: vc fez as marcações do texto com uma caneta, e eu pensei em fazer com adesivo, como um molde, para depois de pintar a peça, retirá-lo.O que acha?
    Ah, e a tinta? Qual vc usou?
    Beijos, obrigada!
    Luana

    ResponderExcluir
  6. Luana,
    Tive a mesma idéia do adesivo, cheguei até a usar. Acabei colando uma parte errada e quado tirei para consertar vi que toda a cola saía do vinil e ficava no vidro.
    Foi muito, muito difícil de limpar! Felizmente descobri que não funcionava ANTES da pintura estar feita! Talvez funcione se você cortar as letras em um papelão para usá-las como guia, mas mesmo assim os retoques finais são feitos à mão livre.
    Usei tinta acrílica, mas pesquisei bastante e a tinta a óleo também funcionaria.
    Espero ter ajudado! Boa sorte com o seu trabalho!

    ResponderExcluir
  7. Obrigada pelas dicas!
    Assim que concluir meu trabalho, te envio as fotos com o resultado!
    Beijos
    Luana

    ResponderExcluir
  8. Wow! I am sooo impressed with your work!! This is beautiful! I want to make one now!!

    thanks so much for linking up!

    I would love to share this on my blog on Saturday!

    ResponderExcluir
  9. It is so beautiful! I just love it. Thanks for linking it up to Be Inspired today.

    Chelsea

    ResponderExcluir
  10. Olá Débora, já sou sua seguidora faz um tempão... Adoro suas postagens, mas tenho mais uma dúvida... Vc pintou com um pincel?
    E se puder revelar a fonte desses arabescos lindos que acompanham o letreiro, eu agradeço!!!
    Ah! O que significa a palavra?

    ResponderExcluir
  11. Usei um pincel bem grosso para o fundo, outro mais fino para as bordas das letras. Depois de seco ainda usei uma lâmina para dar melhor acabamento nas áreas que eu considerava imperfeitas.
    Escolhi "boulangerie" porque é um clássico! Tem várias na França com o letreiro em vidro original. Significa "panificadora", só isso. A outra opção era alguma coisa om café, mas desenhei uma placa na orientação retrato que a gente acabou não usando - mas não descartei, está guardadinha esperando para ser usada.
    As peças de resina você encontra em qualquer loja especializada em artesanato. Acabei comprando um pouco em cada lugar, escolhendo as que eu realmente gostava. Ainda preciso descobrir uma loja que me atenda de verdade!

    ResponderExcluir
  12. Obrigada pela sua atenção!!!
    Gostaria de te dar uma dica...
    Vc disse que foi difícil tirar o grude do adesivo, não é? Então lá vai...
    Sempre quando compro alguma coisa, a primeira coisa que faço é tirar o preço e aqueles adesivos grudados nas peças de plástico ou vidro, tem algum que sai facilmente, mas existem outros que rasgam ao ser retirados e não sai completamente, então eu uso um paninho com um tiquinho de querosene e o grude sai na hora, só que tem um cheirinho forte, mas sai!!!
    Não sei se vc já conhecia essa dica, mas aí está.
    Bjs RE

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails