quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Antigo x Novo

Para alguns, demolir uma casa antiga pode ser inaceitável. Mas a justificativa no caso desta velha propriedade rural é que ela era apenas uma construção para agricultores, sem valor histórico ou arquitetônico.


Mesmo assim, ela não foi demolida de imediato. Chegou a ser redecorada e consertada, mas nunca foi bonita ou prática (ou, pelo menos, é o que contam na matéria). Consideraram reformar, de modo que a casa fosse ampliada o suficiente para acomodar a família, mas logo ficou claro que a melhor solução seria bem mas radical: começar tudo do zero.

A partir daí as exigências eram as seguintes: que a construção tivesse elementos únicos que a diferenciasse de outras casas atuais, além da praticidade. A fachada posterior da casa é uma réplica da original, mas com algumas melhoras e correções. Outra característica marcante é a enorme janela no vão da escada, que garante uma grande entrada de luz.


A cômoda de apotecário (lembram deste post?) que fica junto a esta janela tem nada menos que 50 gavetas, cada uma com uma placa de identificação para os produtos que ela guardava originalmente.

Também gostei bastante desta composição de quadros na parede da escadaria, em especial caixa tipográfica (era onde se guardavam as letras de chumbo usadas para fazer impressões nas gráficas).


A planta é bem aberta, com sala e cozinha integradas. Confesso que vendo a foto da escada eu imaginei que o restante da casa fosse muito maior, mas também não chegam a ser pequenos. 






Estes pendentes industriais na bancada da
cozinha são originais de 1930

Na área de serviço, as cortinas foram feitas de um
saco de grãos francês do período de 1940 a 1950




Infelizmente o artigo não mostra as imagens da casa original, portanto não tenho como opinar se eu concordo ou discordo da demolição. De maneira geral, eu tenho muito respeito pelas construções antigas e não me desfaria de uma a menos que ela tivesse problemas estruturais graves. Não me parece o caso aqui, ou pelo menos isso nunca foi citado no artigo.

Achei que a casa ficou ótima. Ela tem até os "elementos únicos" exigidos como diferencial das outras casas mas, na minha opinião, poucas coisas podem ser mais exclusivas que possuir uma autêntica e centenária casinha Eduardiana. Alguém concorda?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails