terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Toques Finais


Atualmente estou refazendo a decoração da estante na sala de tv. Montes de objetos em cima de mesas, cadeiras, no chão, todos esperando sua vez.

Reloquei algumas coisas, troquei outras. Mudo de acordo com meu humor, ou às vezes simplesmente para renovar o ambiente. Os mesmos objetos, quando expostos de forma diferente, ganham vida nova, tudo sem gastar nem um centavo.


Existem regras para essa arrumação? Tenho meu método, um passo-a-passo que me ajuda e, como já disse várias vezes, prefiro pensar em termos de "diretrizes", que são muito mais maleáveis. Quem sabe elas sejam úteis para vocês também?



Antes de começar, esvazie completamente as prateleiras e retire os itens que você não quer mais (não gosto de desperdício, mas ficar colecionando coisas que não interessam também não é bom!). Além disso, as prateleiras não devem ficar cheias demais, ou a confusão visual fica tão grande que nada nos chama a atenção, por mais interessante que seja.

Em seguida, separe os objetos que restaram por categorias: livros, caixas, cestos, estatuetas, vasos, porta-retratos. E, finalmente, vamos à organização!


1. Do maior para o menor. Comece pelos objetos grandes: pode ser um quadro, um vaso, uma caixa. Não tenha medo de deixar alguns deles sozinhos na prateleira: bem escolhidos, eles ficam destacados e ganham status de obra de arte.

2. Insira objetos médios. Na maior parte, são os livros. A menos que você esteja organizando uma biblioteca pessoal (onde esta dica seguinte seria uma blasfêmia), separe-os em grupos de cores e coloque conjuntos nas prateleiras, tanto na horizontal quanto na vertical.


Faça uma distribuição homogênea no espaço. Se na primeira prateleira os livros estiverem à direita, não use a mesma posição na próxima. Faça quantas alterações quiser e se afaste para ver o resultado do conjunto. Quando você terminar, o visual deve estar equilibrado.

3. Preencher. É a vez dos objetos menores. Não exagere, porque em excesso eles dão a aparência de desordem. Para atrair mais a atenção, procure agrupar itens semelhantes (vidros, cromados, madeiras, etc) e com escala variável, o que torna o efeito mais interessante. Como sempre, grupos ímpares funcionam melhor.


4. Analise e corrija. Observe a composição à distância. Analise o que funciona e o que precisa ser mudado. O que falta? Metal? Textura? Cor? Que objeto disponível pode corrigir isso?

E, por fim, durante a colocação dos objetos sempre procuro me lembrar destes princípios básicos:

1. Nem todo o espaço da prateleira precisa estar preenchido. Espaços livres deixam o resultado mais leve e mais sofisticado.

2. Mesmo que você opte por uma decoração colorida, ela ficará melhor ancorada em tons neutros. Procure incluir branco, madeira, um tom de metal, marfim. Selecione a cor desejada (ou uma paleta de cores) sobre esta base.


3. Lembre-se que o olho trabalha em diagonais, o chamado "padrão em Z", apesar dele não percorrer linhas tão retas quanto a letra sugere. Mas não há dúvida nossa atenção começa no canto superior esquerdo, trabalha rapidamente em "Z" pela composição e termina no canto inferior direito. Sabendo disso nós podemos posicionar os objetos mais importantes em pontos estratégicos, além de não colocar os itens parecidos (mesma cor ou acabamento) imediatamente acima ou abaixo uns dos outros, mas dispostos em diagonais.

5. Se a sua estante tiver prateleiras móveis, tire proveito desta flexibilidade. Use nichos de alturas diferentes, customize alguns para peças especiais que você deseje destacar.



Às vezes acho importante tratar destes pequenos detalhes que fazem toda a diferença na decoração. Um ambiente bonito não é composto só por mesas, cadeiras e sofás, mas também pelos seus menores elementos. São eles que fazem a ligação de todo o conjunto e definem sua personalidade. E já adianto: é muito difícil acertar a composição logo na primeira tentativa. Paciência e prática serão suas melhores aliadas!

7 comentários:

  1. Ai, amiga!... Não vejo a hora de reformar minha sala e poder compor com objetos de decoração! Amo essa fase! Tenho alguns comprados já, qdo me apaixono por algum, prefiro levar e guardar pois qdo chegar a HR de decorar não vou achar igual! #leidemurphy Obrigada pelas dicas! Bjos!

    ResponderExcluir
  2. Olá Débora!
    Querida, que post bacana! Amei as dicas, pois amo prateleiras e gosto de investir na decoração com itens pequenos.
    Obrigada por mais essa aula!
    Bjo!

    ResponderExcluir
  3. Não gosto de mudar os móveis da casa.
    Nem dos arranjos.
    Nem sei porque isso.

    ResponderExcluir
  4. Liliane,

    Você é como a minha mãe. Eu sou o oposto: mudei de fase, mudei de humor, a casa acompanha!

    ResponderExcluir
  5. Que bacana, vou guardar essas dicas para quando eu tiver minha estante rsrs. Sempre visualizo como ela vai ser e dicas assim são sempre bem vindas :D

    bjo

    ResponderExcluir
  6. Ta aí o que eu precisava viu??? Agora eu vou tentar por em prática, mas euzinha não tenho objetos tão luxuosos assim rsrsrsrs. Mas vou ver o que eu consigo fazer! Obrigada! Um bj no seu coração.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails